Da Suíça para Milão de trem ~ Ela é americana... da América do Sul

Da Suíça para Milão de trem

A Suíça faz ao sul fronteira com a Itália. Pra ir daqui pra lá de trem é muito fácil. Há duas rotas principais, uma que vai de Basel, passa por Olten, Berna, Spiez e Domodossola e a que vai de Zurique que passa por Arth-Goldau, Bellinzona e Lugano.

Depois da abertura ano passado do túnel Gotthard com 57km de extensão, a viagem de Zurique para Milão ficou mais rápida. A outra rota utilizada que vem de Basel e passa por Berna vai através do túnel Lötschberg, com 34km de extensão, entre Brig e Visp, construção também recente (2007) que deixou a viagem ainda mais curta.

Trem direto (sem trocas, mas com paradas) de Basel para Milão leva no mínimo 4 horas. De Zurique leva 3 horas e 40 minutos.

Quando eu fui no feriado de Páscoa agora, fui de Berna para Milão e a viagem levou 3 horas.

Milão é a porta de entrada principal dos trens que vêm da Alemanha, Suíça e França, então mesmo que você vá para outras cidades na Itália, é provável que tenha que descer em Milão e pegar outro trem local para seu destino final.

Há várias possibilidades de tickets e combinações de bilhetes e horários, então é bom ficar atento e pesquisar com calma antes pra não se aborrecer nem sair perdendo.

Como já comentei no post sobre viajar de trem pela França, viajando de trem pela Europa em geral há passes que podem ser adquiridos e baixar os custos quando se faz várias viagens de trem por vários países em um certo período, como o Eurail. Existe também a possibilidade de ter passe de tarifa reduzida unica e exclusivamente num país, e assim, ao atravessar a fronteira, você só paga a tarifa completa naquele outro país, que foi o meu caso, quando fui daqui da Suíça pra Itália.

Aqui na Suíça, eu tenho o GA, o General Abonnement, que é o passe que você pode pagar uma vez por ano ou por mês e te dá direito a andar em qualquer transporte dentro da Suíça - trem, tram, ônibus, barco, qualquer coisa. Então quando eu viajo daqui pra Itália, quando eu compro o bilhete de trem, eu "compro" apenas o trecho de viagem a partir da fronteira até Milão, pois enquanto ando de trem dentro da Suíça estou coberta pelo meu GA.


Nesses trens de alta velocidade, é sempre preciso ter uma reserva de assento, ou seja, apenas com o bilhete sem uma reserva, não é suficiente. Você pode até entrar no trem, mas quando vier o controle pedir seu bilhete e ele constatar que você não tem reserva, ele vai mandar você adquirir uma reserva com ele na hora, e fazer isto dentro do trem pode ter um custo um pouco maior do que se fizer antes, no guichê da estação. Às vezes, a reserva nem é paga, mas quando se faz dentro do trem, é. Além disso, se o trem estiver cheio (e não é raro isso acontecer, por maior que o trem seja), e você não tiver reserva esperando fazer uma na hora com o controle, pode tirar o cavalinho da chuva, que trem cheio é trem cheio, e em trem que reserva de assento é mandatória, o controle vai mandar você sair do trem na próxima parada, por não ter onde sentar.

O que aconteceu comigo na ida foi que a segunda classe do trem Berna - Milão já estava cheia, e o meu passe de andar de trem na Suíça (o GA) é apenas para segunda classe. O que eu fiz foi pagar a diferença de um bilhete para a primeira classe pra quem tem o passe que eu tenho e reservei a primeira classe, onde ainda tinha assento disponível.


Quando você chega ao seu assento com a reserva feita, aparece no visor acima do assento o trajeto para o qual aquela poltrona está reservada. Sendo assim, pessoas que entram no trem para fazer trajetos curtos como Thun - Spiez, Bellinzona - Lugano, podem verificar se aquele assento que está vazio não vai ser ocupado naquele específico trajeto e utilizá-lo.

Há diversos tipos de assentos, como dois e dois, grupo de quatro pessoas vis-a-vis, assento único, e a única coisa chata é que quando você vai fazer a reserva, a pessoa no balcão não sabe te dizer se você vai de frente ou de costas. Fazendo a reserva online também não dá pra saber. E eu prefiro viajar de frente, então tive sorte dos meus assentos terem sido ambos de frente, ou seja, no sentido que o trem vai.

Para horários dos trens, tanto o site da companhia de trem suíça, quanto a italiana, te oferece todas as informações de quanto custa, quantas paradas a viagem terá, qual a expectativa de lotação para cada horário, etc. Além disso, o site do Eurail também é ótimo, tem mapa, dicas, informações sobre os trens nos países, sugestões de passes, etc. E o site do Rail Europe também tem horários, descrições de algumas rotas, dicas, passes, etc. Vale a pena gastar umas horinhas fuçando por aí.

Em geral os trens que fazem essas rotas Suíça - Milão são muito modernos e confortáveis, com bastante espaço pra por bagagens e a primeira classe tem muito espaço pra esticar as pernas até. Já viajei em ambas as rotas e são sempre extremamente pontuais, tranquilo e a viagem muito agradável. Além do que, a paisagem que vemos da janela a viagem inteira é deslumbrante.


Já os trens locais tendem a ser menos organizados. Na Itália mesmo, a maioria dos trens regionais, como os que eu viajei de Milão para Genova, Pisa, Lucca e de volta a Milão, ofereciam reserva do assento, mas não é compulsória e muita gente não faz, então muitas pessoas viajam em pé ou sentada nos corredores dos trens quando não tem assento disponível, e isso pra mim foi bem chato e incômodo. Um italiano chegou na minha cabine que era de 6 assentos e deu maior chilique porque tinha uma senhora no lugar que ele tinha reservado. A senhora só se levantou e sentou em outro vago até o dono chegar, e assim ela foi a viagem inteira mudando de poltrona. Na Suíça, eu nunca vi ninguém viajando em pé, mas também nos trens regionais daqui não precisa de reserva.
Mas enfim, no fim das contas, acho que é bem simples o esquema da viagem e vale super a pena. Afinal quem é que não vai curtir uma viagenzinha de trem da Suíça pra Milão?!

7 comentários:

  1. Tô indo a Milão esse fds sozinhaaaa!!!! se anima de ir de novo não? hahahaha
    Faz um post sobre lá urgente?

    ResponderExcluir
  2. Quando vc vai escrever sobre Milão?
    Tô indo esse fds alone, não se anima de ir again, não hein? hahaha

    beijooo

    ResponderExcluir
  3. hehehe... domingo eu to indo pra Londres! :)
    Desta vez eu fui a Milão soh de passagem. Andei por lá em 2005 e esse blog ainda não existia.. mas eh facil de andar, c vai ver.
    Boa viagem!

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei quando fui a Berna de trem (saindo de Milao) a paisagem era a coisa mais linda do mundo, era inverno e ver a neve era um verdadeiro espetaculo. Adorei esse post

    ResponderExcluir
  5. Olha, né por nada não, mas às vezes eu penso que Berlin poderia ser um pouquinho mais para o sul... rsrs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Liana!leio o seu blog já tem um tempo e adoro,principalmente os relatos de viagens,mas não pude deixar de comentar o que vi nesse post!Mas o que são esses trens?Adoreeei,é tão chique,tão lindo que eu poderia morar lá.Sei que eu devo parecer ridícula com meu deslumbramento pelo velho mundo,mas é que eu só pego buzu aqui em salvador e já me sinto uma princesa quando pago 50 centavos a mais por um com ar condicionado.

    ResponderExcluir
  7. Olá pessoal ,
    Vi que os trens de Basel para Milão , começam bem cedo , e como é sair de lá às 7:00 e ainda passar pela imigração lá ??

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!