correria ~ Ela é americana... da América do Sul

correria

Ou estou ficando velha ou realmente o ritmo tá puxado demais. Conversando com uma amiga esta semana, não sei como aguentava a época de faculdade quando trabalhava 8 horas por dia, depois ia pra faculdade, ainda fazia alemão dia de sábado, piano, dava aula de inglês e ainda saía pra farra sexta e sábado. Não sei aonde eu arrumava tanto gás. E eu aguentava muito melhor dias seguidos de noites mal dormidas, dormindo só 5, 6 horas por noite. Hoje se eu dormir 5 horas por noite, 3 noites seguidas, no quarto dia eu tô acabada, cheia de olheiras e todo mundo percebe. Acho que preciso das 8 horas de sono.

Eu não passo o dia inteiro andando, mas quando vou trabalhar de salto, parece que o cansaço dobra no final do dia.

O ritmo de trabalho do trabalho novo não tá sendo moleza não. Não estou reclamando! Mas só pra deixar registrado, pois além de uma semaninha super ocupada de chegar o fim do dia e vc não acreditar que o dia já passou, fins de semana de sol não me deixam sossegar em casa direito. Quando não é aqui na Suíça, uma voltinha ali em Madrid, ou em Copenhagen, como esse fim de semana próximo.

E viajar cansa também, ne. Cansa, mas é bom e vale a pena. E eu estou empolgadíssima pra conhecer o primeiro país daquela região da Europa do norte que ainda não conheço, deve ser lindo.

Mesmo na correria do dia a dia, arrumar um espaçozinho depois do expediente pra um happy hour com amigos não é mal, ainda mais aqui nessa Suíça que não é minha home. Eu sempre juro que do trabalho vou pra casa, dormir cedo e tal, e no fim sempre termino me convencendo que é melhor dar uma esticada pra espairecer, conversar e voltar pra casa um pouco mais tarde.
Essa galera dessa foto é o pessoal que conheci no meu ex trabalho. Alguns já saíram, outros também estão saindo, outros ainda estão lá. Éramos o pessoal mais jovem da empresa e nos demos super bem. Fico feliz de manter a amizade mesmo depois de ter trocado de emprego. Eles são cada um de um lugar, tem suíço, francês, e até português. A gente sempre marca de ir jantar num restaurante novo e é um barato, mas o idioma entre eles é ou inglês ou francês, então a cabeça não relaxa 100% quando saio com eles, pois ainda tá trabalhando na "seção" de idiomas. Vc que é expatriado me entende, ne.

Eu não conheço muitos brasileiros aqui. Ou melhor, até conheci, mas de manter contato, conto nos dedos. 2 ou 3. Então, depois de um dia super pesado no trabalho, sair e encontrar com a Vá e a Rê, que eu já não via há um tempão, é uma alegria.

Porque a gente conversa até não poder mais, e conversar no seu idioma, poder falar, e falar mesmo, sabendo que está sendo entendida, depois de passar tanto tempo sem falar português e de ter passado o dia inteiro com a cabeça ligada no alemão, é um alívio, vai. A gente até ri quando se confunde com algum vocábulo.

Nós três estudamos alemão juntas há 1 ano atrás, e quando vimos que éramos três brasileiras numa sala de 6 pessoas, pensamos: "ih, essas brasileiras vão estragar meu aprendizado"... porque nos demos tão bem e era difícil não conversar em português durante a aula. Modéstia a parte, nós três falamos alemão bem razoável e pra não atrapalhar a aula, transferimos os bate-papos pra depois das aulas e ficou tudo certo. Falamos português até não poder mais.

Ontem eu trabalhei em Schaffhausen, que é a duas horas de Berna, ainda na Suíça, mas já ali bem perto da fronteira com a Alemanha. 2 horas pra ir e 2 horas pra voltas é puxado hein. Ainda bem que eu gosto das viagens de trem, porque senão... Correria! Dias muito ocupados, diferente de antes. Claro, não existe emprego perfeito, mas eu to gostando muito do meu, graças a Deus.

Falando em emprego perfeito, talvez muita gente já tenha visto esse vídeo, mas eu vou postar aqui, pois estou muito contente e satisfeita em trabalhar pra empresa responsável por produzir esta campanha de marketing tão fantástica ganhadora de tudo quanto é prêmio de publicidade alguns anos atrás, que tinha o propósito de divulgar a região de Queensland, na Austrália, para o turismo. A campanha fez as ilhas ficarem conhecidas no mundo inteiro, pois era O Melhor Emprego do Mundo!



Assim dá gosto trabalhar na correria, hein!

7 comentários:

  1. Eu também já aguentei bastante tranco, faculdade, trabalho, curso de francês, curso de tradução,tudo junto e misturado. Hoje em dia se vou a um show, acordo um bagaço no outro dia! Acho que é a idade chegando...rsrs

    Bom fim de semana!

    Line - Meias Palavras

    ResponderExcluir
  2. como vc e a colega eu tb já fui mais disposta, facul, trabalho, cursos, baladas e pronta p outras, hj sou menos disposta, é a idade mesmo...agora pq será q a gente conta nos dedos os amigos brasileiros, isso me chama muito a atencao por aki, é uma pena, mas achei brasileiros legais nos blogs como vc e outros, q bom né, com os os alemaes e outros estrangeiros corre tudo bem tb:)

    ResponderExcluir
  3. Olha Vera, acho que nao eh pq vc eh brasileiro que encontra outro brasileiro pelo mundo que vcs vão ser melhores amigos, ou ate colegas. Pode ate ser que vcs tenham alguma coisa em comum e passem algumas horas se perdendo em conversas boas e procurando mais afinidades, pq eh tao bom pensar que encontrou alguem por aqui que seja mais ou menos das mesmas origens que vc, ne. Mas nem sempre eh o caso. Eu ja vi alguns casos e hoje eu penso assim: nao eh pq nao estou no Brasil que vou ficar amiga de alguem que no Brasil nao ficaria, ou seja, nao temos afinidades e sei la, simplesmente nao bate. Isso não quer dizer que a pessoa não seja legal.

    ResponderExcluir
  4. Olá Liana, obrigada pelo comentário no meu blog! Quanto a sua pergunta, nao faço a menor idéia como fazer. Meu marido que fez tudo. Ele é engenheiro e bolou este layout novo! Ficou lindo mesmo! Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  5. A gente tá ficando véia, fia, VÉIA! hahahaha

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. O importante é encontrar felicidade em tudo faz. Veja só você: trabalha o dia todo e ainda encontra ânimo para viajar no fim de semana e vários seguidos. Ela (a felicidade) vai lhe orientando nas suas vontades durante a sua vida, por isso tanto gás...pode crer! Bjs. mãe

    ResponderExcluir
  7. miugaaaaaammmmm!!! bom é perder o gás e insistir em gastar o gás q sobra kkkkkkkkkkkkkkk essa energia aí nao acaba nem tao cedo :))))))) WAIT FOR MEEEEEEE!!! I'M COMINGGGGGG (em fevereiro).
    Miugam, ja pensou como vai ser lindo, qd, em 2 anos, eu me mudar p NY? a gente vai viver na ponte aerea :DDDDDD n vejo a hr de tomar starbucks contigo e fingir q to arrependida :************

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!